Archive for the ‘Acorrentados’ Category

Um, dois, um, dois… som, som… experiência!!

Dezembro 7, 2011

Olha que isto ainda funciona! 🙂 Voltamos em seguida! 🙂

Anúncios

Geração à rasca… ou enrascada!

Março 9, 2011

Lá diz a soberana e sábia voz do povo: “o pior cego é aquele que não quer ver!” e sinceramente é o que eu acho sobre as pessoas que criticam negativamente o protesto apartidário e ordeiro (assim espero) que a rapaziada da geração à rasca está a convocar para o próximo dia 12 em 10 cidades deste jardim à beira mar plantado.

Antes de continuar deixem que vos diga que eu sou um rapaz com um emprego bom (faço o que gosto), não remunerado como gostaria, mas ainda assim com excelentes condições, a minha catraia está empregada também num emprego estável (claro que dentro do que hoje podemos esperar da estabilidade) e apenas temos como dívida a mansão e uns 60 cêntimos do café que me esqueci de pagar hoje de manhã. Temos um filhote mais do que muito lindo que não recebe abono e estamos à espera da filha mais linda do mundo (eu sei, eu sei… somos uns sacanas cheios de coragem) e estamos muito bem, obrigadinha!

Ainda assim eu se puder gostava de marcar presença na manifestação por uma questão de solidariedade com algumas pessoas que têm lutado ao longo dos anos, baseados nas expectativas que a sociedade lhes cria (tira um curso, vai para a universidade, tira um mestrado e logo a seguir “doutóra-te” que este país só trata bem os doutores) e na pouca ou nenhuma educação/formação para a realidade dum país pequeno no contexto europeu.

Conheço exemplos de pessoas com elevada formação, com estágios/contratos de trabalho realizados em algumas das melhores instituições internacionais na minha área de trabalho, com dedicação e de um profissionalismo exemplar atestado por todos os sítios onde têm passado que chegam aqui à merdaleija e apenas arranjam trabalho como hospedeiras da Easyjet (o que já é muito bom) ou como telefonistas num qualquer call-center de uma empresa de comunicações. Dizem-me que mesmo esses já não são maus, que as pessoas escolheram áreas de formação erradas e sem perspectiva de emprego no mercado de trabalho e eu pergunto sempre porque raio se dão opções de cursos, normalmente pagos a peso de ouro, que formam pessoas para o desemprego? Se temos advogados a mais, porque continuam a formar centenas deles todos os anos? Se precisamos de engenheiros, porque raio é que o ensino não pode ser direccionado para as nossas necessidades? Se precisamos de pessoal para trabalhar como electricista, porque raio é que deixamos acabar o ensino técnico no país?

Enfim… sem querer atribuir culpas a alguém específico, atribuo a mim mesmo alguma dessa culpa por ter deixado a coisa chegar onde chegou e por isso gostava mesmo de marcar presença no protesto…

PS: agora o encosto do PCP à coisa faz-me pensar duas vezes!

Ora assim é que devia ser…

Janeiro 29, 2010

É um blog que me tem prendido a atenção nos últimos tempos. Cheguei lá através de uma notícia que li algures, se não me engano, mas como tenho uma paixão moderada (mentira… só é moderada porque não tenho dinheiro para comprar os relógios de que gosto) por relógios fiquei fã. Falo-vos do Estação Cronográfica.

Hoje alerta-me para esta opinião de um perito espanhol sobre a diferença horária na península ibérica e faz-me rir, porque há uns tempos falava com um colega de trabalho sobre a porcaria que é termos de ir cedíssimo para a Galiza quando temos alguma reunião por lá e sobre esta idiotice que os espanhóis continuam a seguir que é a hora central europeia. É irritante para quem trabalha muito com os irmãos galegos e penso que seria uma excelente ideia a península ter toda a mesma hora (se Barcelona deixar).

Ainda bem que avisas

Janeiro 22, 2010

Logo hoje que vou reunir com o Boss por causa da negociação do seguro do carro da empresa que tenho o privilégio de conduzir, sai uma notícia destas no jornal.

Uma pergunta me ocorre: eu que até sou um gajo sério e de bem como o Estado é, posso também ficar isento do pagamento de uma fortuna anual obrigatória? E se não posso ficar isento, porque raio é que o Estado pode?

E depois temos…

Dezembro 17, 2009

isto no mesmo dia em que a Red Bull é anunciada em Lisboa! 🙂 Deve ser para o povo rir um pouco. Uma coisa a modos que silly season um pouco antes do tempo!

Comendador da LEMNISCATA

Julho 2, 2009

Não percebêsseis? Ok. Eu passo a explicar. Fui agraciado com uma dessas coisas que são selos de correntes e tal e o camandro pela ilustre Senhora Dona Dr.ª Lousinha. Aquela moça que vocês conhecem imensamente, para sempre e sem fim. Diz que esta homenagem se prende com o talento que eu demonstro para as artes, letras, ciências ou poesia (NOT). Realmente bem me diz o meu pai desde há muitos anos: Tu é que tens uma letra do caraças! (ele não diz caraças, mas é qualquer coisa assim parecida).

E pronto… homenageado que estou e de ego firme e hirto como uma barra de aço inoxidável passo a colocar aqui as regras da coisa. Não vá o diabo tecê-las e ainda ser processado por não o fazer!

Lemniscata

“O selo deste prémio foi criado a pensar nos blogs que demonstram talento, seja nas artes, nas letras, nas ciências, na poesia ou em qualquer outra área e que, com isso, enriquecem a blogosfera e a vida dos seus leitores.”

Sobre o significado de LEMNISCATA:

LEMNISCATA: “curva geométrica com a forma semelhante à de um 8; lugar geométrico dos pontos tais que o produto das distâncias a dois pontos fixos é constante.”

Lemniscato: ornado de fitas Do grego Lemniskos, do latim, Lemniscu: fita que pendia das coroas de louro destinadas aos vencedores(In Dicionário da Língua Portuguesa, Porto Editora).

E agora diz que tenho de passar a coisa para mais 7 blogs bonitinhos e tudo e tudo! Aqui vão os artistas:

The Cat Scats – Música
H2O Tinto – Ciências
E Deus criou a mulher – Estética
Lisboa na ponta dos dedos – Geografia
Matrioskas – Culturas eslavas
Meditassões do Jakim – Escrita
Alugo-me para rir! – Comédia

Toma que é para almoçares!

E todos os anos voltamos ao mesmo!

Abril 21, 2009

não há sossego no meu contador de visitas assim que Maio se aproxima. No primeiro ano, ainda verde nestas coisas da publicação blogueira, pensei que seria a minha capacidade criativa se elevava ao quadrado ou ao cubo quando se aproximava o mês de Maio e os contadores registavam subidas dignas de figurar ao lado da escadaria da torre dos clérigos. Mas foi apenas uma ilusão efémera (que lindo, Bilhas!).

Assim que perdi umas semanas a ver como a coisa funciona percebi logo a tramóia. No mês que antecede Maio, ora deixa cá ver… Abril, portanto, há uma quantidade enorme de povo que vem para a web à procura de frases lindas e inspiradas para escrever na fita de finalista do filho, amante, namorado, pai, tio, avô, colega, etc. e tudo e tudo.

Ora como eu ainda sei fazer contas de somar e sei que 2+2=4 percebi logo o aumento de visitas. Procuras por frases para fitas, encontras o Bilhas, o bom da fita!

Chuif… e assim fiquei com um trauma dos grandes que todos os anos me faz pensar no motivo pelo qual eu escolhi tão miserável nome para esta casa. Podia ter escolhido algo mais sugestivo e interessante como D. Juan de la Madalena, El Casanova dos Guindais ou até Cátia Vanessa que a mãe não chateia. Mas não… fiquei-me pelo bom da fita. Haverá coisas piores, não é?

I follow you

Abril 9, 2009

Get your twitter mosaic here.

Bens ou não bens, carago?

Dezembro 18, 2007

Uma cara amiga da blogosfera, sofredora pelo Glorioso como eu, desafia-me a escrever sobre os bens materiais. Os presentes, passados e os do futuro. E diz-se curiosa sobre o assunto. Vai daí um gajo que é gajo mata sempre a curiosidade de uma senhora, não é? Ainda por cima sendo ela benfiquista.

Diz mais ou menos isto o desafio:

“Tanta vez te perguntam por tuas aspirações espirituais, afectivas, familiares e de carreira.Tornou-se anti-social perguntar por nossos desejos materiais, como se isso não fizesse parte de nossa vida, como fosse até vergonhoso falar em tal assunto.Assim aqui vão cinco formas de ver cinco bens materiais.”

a) 5 bens materiais QUE TIVESTE NO PASSADO.
Já não os tens e sentes saudades ou nostalgia por eles.

1. um BMW 635 CSI com controlo (nada remoto) que me fazia as delícias de brincadeiras em puto;
2. os meus Legos. Adoro Legos e gostava de os ter mantido até hoje;
3. o meu primeiro e pesado walkman de cassetes;
4. uma bicicleta de corrida que o pai me ofereceu (e ao mano) quando eu já podia andar em bicicletas de gente crescida. Adorava esta bicla;
5. a minha Yamaha DT que foi para trás no dia a seguir a ser comprada, debaixo das ameaças de divórcio da minha mãe ao meu pai.

b) 5 bens materiais QUE POSSUIS ATUALMENTE.
Que mais gostas e não vives sem.(opcional: porquê?)

1. a minha casa. Se bem que grande parte dela ainda seja do banco, mas eu estou a esforçar-me para a conseguir toda para mim 🙂
2. o meu portátil. Porque é impossível para mim ficar mais do que um dia sem um computador. Vício é o que é;
3. o meu IMac. Pronto porque eu gosto do meu bicharoco lindo e a bem dizer sou (estou a ficar) maníaco por mac’s;
4.  a minha máquina fotográfica. Porque adoro tirar fotos. Se bem que o telemóvel também dá uma ajuda neste ponto específico;
5. o bilhasmóbil… que a bem dizer, não é realmente meu… é um complemento de vencimento por parte da empresa, mas anda comigo para todo o lado e, principalmente, leva-me a todo o lado que eu quero sem qualquer queixa. Um amigalhaço é o que é!

c) 5 bens materiais QUE PENSAS EM ADQUIRIR.
Nos próximos 5 anos.(opcional: porque não os adquiriste antes?)

1. um Iphone. Porque ainda não sairam em Portugal (se bem que estive tentado em Paris…);
2. um carro. Para substituir o da Mrs. Bilhas, porque eu não gasto dinheiro (felizmente) com essas coisas… LOL;
3. montes de brinquedos e legos e comboios eléctricos e pistas de carros e tudo e tudo. Porque até agora não tinha a perspectiva de vir a ser pai 😉 ;
4. um carrinho de bebé. Pela mesma razão da anterior.
5. um sobretudo que não passe abaixo dos joelhos. Porque ainda não vi nenhum que cumprisse aquele requisito (eu sou medianamente baixo LOL).

d) 5 bens materiais QUE GOSTASTE DE OFERECER.
A cinco pessoas diferentes.(opcional: porquê?)

1. o anel de noivado da Mrs. Bilhas. Porque gostei (e porque ela é maravilhosa);
2. um fim de semana no Alentejo. Porque foi o primeiro de muitos;
3. a prenda do aniversário de 25 anos de casados dos meus pais. Porque foi com muito gosto e com os meus primeiros dinheirinhos…
4. livros e música. Porque nunca é demais oferecer livros e música;
5. o meu IMac. Porque sabia exactamente o que a pessoa que o ia receber queria.

e) 5 bens materiais QUE SONHAS EM TER.
Mas que sabes não vir a adquirir. (esta é complicada porque eu acredito que posso vir a ter qualquer um deles)

1. um Aston Martin DB9. Não há carro com mais pinta do que este;
2. um apartamento em Londres;
3. uma viagem que incluísse todos os países do mundo. Começava em Itália;
4. um iate, aliás, o Maltese Falcon que é propriedade de um ricalhaço norte americano (o Tom Perkins). Simplesmente assombroso;
5. o último bem é um que sei que nunca poderei adquirir. É uma pintura que está na National Gallery em Londres chamada The Ambassadors. Porque sim.

Diz que não é um mau blog

Novembro 29, 2007

Enfim… ele há pessoal para tudo! 😀 Não é que a wednesday diz que aqui o estaminé até que nem é um mau blog!? É pasmar, é pasmar com esta rapaziada… já não se dignificam estes prémios, onde já se viu…

Em todo o caso… Sr.ª Dona Quarta-feira… muito agradecido pela homenagem! Principalmente porque me atribuiste o prémio por ser benfiquista… o que é sempre o melhor elogio que podias fazer a este rapagola! A bem dizer tenho que repassar o prémio a outros, certo? Pois muito bem… depois faço isso que agora estou a digerir a derrota, carago!

maublog

Ai, ai, ai Menina Rosário

Outubro 30, 2007

Esta rapaziada não me dá descanso, carago! Agora é a vez da corrente da página 161 do bendito livro que está mais perto de mim. Ao que me diz a Rosário do Divas & Contrabaixos (Rosário… deve ser com certeza engano que a minha sensibilidade artística e humana já atravessou melhores dias, mas obrigado na mesma ;)) a coisa funciona nos seguintes moldes:

1ª) Pegar um livro próximo (PRÓXIMO, não procure);
2ª) Abra-o na página 161;
3ª) Procurar a 5ª frase completa;
4ª) Postar essa frase em seu blog;
5ª) Não escolher a melhor frase nem o melhor livro;
6ª) Repassar para outros 5 blogs.

Ora então siga para bingo:

1ª) Sebastião José de Agustina Bessa-Luís, Guimarães Editores, 5ª edição, 2003.

2ª) Sim…

3ª) Ora pois. Uma, duas, três… quatro, cinco… já está!

4ª) “Era pouco.

E como era pouco mesmo, vamos recuar um pouco mais e passar para depois desta frase para que possam perceber o contexto. Aqui vai:

“Como garantia da sua noção económica, Sebastião José tinha só o decilitro de sangue cristão-novo que lhe corria nas veias. Era pouco. Entre as pessoas que em 1776 compram o livro de Adam Smith, Inquirição sobre a Natureza e as Causas da Riqueza das Nações, não estava com certeza o Marquês de Pombal. Ele, no entanto, teria percebido aí uma ideia mais a pôr em prática, dentro do seu vasto reportório de ideias emprestadas.”

A ideia era expulsar os jesuítas de Portugal (não os bolos de Santo Tirso, os padres da Companhia de Jesus mesmo), ideia que não agrada nada à Agustina.

5ª) Se tivesse escolhido teria ido para uma coisa como A política de Adam Thirlwell que é bastante mais picante interessante do que o Sabastião José.

6ª) Ora pois então deixa cá ver o que estão a ler a wednesday do H2otinto, as maças (ó maças que “lendes” vocês? Podem responder as quatro que a malta não se importa…), a Rititi (Rititas… que lê vossa senhoria no Brasil?), o Pedro Aniceto que tem um cão com pulgas e os dois amigos mais cultos que um gajo pode ter, o Carlos e o Coiote (Coiote… não vale postar aqui merdas que lês na Gina ou em qualquer outra revista pornográfica). Sô Dona Lousinha considere-se também na corrente, ok!?

PS: eu sei que são mais do que cinco, mas o blog é meu e portanto faço o que muito bem me apetecer, certo!? 🙂