Archive for Agosto, 2011

da vida…

Agosto 26, 2011

Neste pequeno intervalo de tempo entre a finalização de mais um slide no powerpoint e a ida ali a baixo para cortar o cabelo lembrei-me daqui do bilhas e resolvi pôr os meus caros leitores a par das últimas novidades. Caso ainda não tenham reparado, é difícil eu sei, o Sócrates já não governa a chafarrica, o Eypo já não é aquela moeda cheia de força de há uns meses, o Obama já não é o salvador da pátria, o Cavaco aderiu em força ao Facebook, o Villas-Boas já não treina o Porto, o Domingos já não está no Braga, o Jesus ainda lidera (ainda bem) o Glorioso, o Khadafi já não é o que era (e depois de se encontrar um álbum com fotos da Condoleeza Rice em casa dele nunca mais será), a Amy já se deixou das drogas, os mineiros chilenos continuam a ser mineiros chilenos, mas com menos proveito, o Osama já está a fazer tijolo no fundo do mar, o Steve Jobs deixou de ser CEO da Apple ( 😦 ), o Mourinho anda armado em Scolari (mas agora vê-se menos indignação), a Irina ainda anda com o Ronaldo (ele há catraias com fraco gosto), a Angelina ainda anda com o Brad coiso (ele há gajos com muita sorte), o Michael Jackson está definitivamente na NeverLand dele mesmo, D. Afonso Henfiques morreu e nós por cá vamos, muito obrigado, cheios de força e pica acompanhados pelas maravilhosas, fantásticas e sempre muito charmosas Rainha e Princesa Bilhas e pelo temível e fabuloso Bilhas, The Kid… o benfiquista mais fabuloso do universo. Enfim os orgulhos do pai.

Tirando isso a Princesa Bihas já tem um dentinho, pesa 7,1 Kg, é absolutamente linda (o que me faz lembrar da licença de porte de arma e da aquisição da caçadeira), tem um grito de choro que faz prever uma carreira internacional como soprano de primeira linha e dá uma valente gargalhada quando passa a mão na cara barbuda do pai. O Bilhas, The Kid pesa 16 kg, contraria sempre que lhe dizem que o Porto é o maior (que criança inteligente que eu estou a criar), é vivaço, carinhoso e inteligente como a mãe. Ri-se com força como a irmã. O que me faz pensar que se não fizer mais nada de jeito na vida, não se perde tudo. Pelo menos fiz dois filhos com uma gargalhada sonora e fácil.

A vida é isto… corre quase sem que a malta se aperceba e vai daí vou ali cortar o cabelo e preparar-me para a viver com toda a força, as usual!