Archive for Fevereiro, 2010

Da realidade das coisas

Fevereiro 19, 2010

Entristece-me profundamente o clima político do meu país. Não é coisa de agora. Entristece-me desde que comecei a ler as actas das primeiras assembleias republicanas (e também algumas que li das Cortes da Monarquia Constitucional que agora estão finalmente disponíveis online) por motivos académicos. Em muitas delas percebe-se a pouca capacidade de alguns dos políticos que nos têm (des)governado ao longo do últimos séculos. Será justo dizer que também constam destes documentos testemunhos de pessoas extraordinárias nos diferentes quadrantes políticos, mas infelizmente são sempre em menor número. É um facto que em Portugal o descontentamento com a classe política é crónico e a culpa deste facto só pode ser atribuída, na minha opinião, às fraquezas constantemente demonstradas pelos seus representantes.

Hoje vivemos problemas graves no país. O desemprego aumenta a galope. A economia não dá sinais de recuperação e mesmo sabendo que a nossa situação é diferente da Grécia (rico elemento de comparação que arranjamos) está numa situação penosa. Indústria e Agricultura nem sinal. Educação em constantes reformas estruturais desde a primeira reforma estrutural depois do 25 de Abril que foi a inclusão da PGA (quem se recorda) para o acesso ao ensino superior. Gastamos milhões na saúde e os resultados são péssimos. A Cultura é esquecida constantemente com a argumentação simplista sobre as dificuldades do Estado e as crises económicas (melhor seria dizer a crise económica, porque penso que ainda não saímos dela desde o século XVIII). A máquina do Estado continua gigante e arrogante, centrada num umbigo cheio de cotão que ninguém tem a coragem de limpar. E assim continuamos nós, atentos ao futebol nacional, à campanha da selecção e ao ruído produzidos pelos mediáticos casos de justiça e política que vendem bem. Culpa nossa, por certo. Se não se vendessem tão bem, certamente que nos preocupávamos e centrávamos atenções naquilo que realmente importa.

Não quero com isto dizer que apurar a verdade dos factos no caso em que se vê envolvido o Primeiro Ministro não seja importante. Claro que é. Depois de ler o Sol não deve haver alma que não tenha ficado preocupado com o seu conteúdo. No entanto, o que vemos é Sócrates contrapor apenas com questões de forma, esquecendo completamente o conteúdo das escutas. E sejamos claros, todos os governos têm essa tentação de controlar a informação que é veiculada sobre as suas falhas ou sucessos, mas este foi, na minha opinião, longe demais nessa tentativa e usou poderes do Estado para o fazer, segundo o que se lê no Sol. Infelizmente para nós continuamos assim.

Entristece-me a realidade das coisas. Entristece-me ver Portugal governado assim. Entristece-me não vislumbrar alternativas possíveis (eu acho que há alternativas, mas sou parte de uma minoria impossível). Entristece-me ver um país capaz acorrentado. Entristece-me ver o povo acomodado.

Joss Stone

Fevereiro 15, 2010

Uma energia do outro mundo e um concerto muito curto… E tudo dentro de uma menina de 22 anos. Fabuloso.

Parabéns my Love

Fevereiro 11, 2010

Não há palavras para expressar o que tu significas para mim, por isso fico-me pelo costumeiro, mas muito sincero e apaixonado, AMO-TE.

E olha que amo muito! Beijo!

Hei… pssstttt ó man… olha eu aqui!

Fevereiro 9, 2010

Ele há rapaziada que é do camandro! Não lhes dá destas epifanias em proveito aqui do je, carago! E olhem que não me ficava por uma vida de cinco estrelas… sempre se arranja maneira de ajudar muita gente com aquela fortunazita!

I hate mondays

Fevereiro 8, 2010

Este post podia ser ilustrado com um desenho do Garfiled deitado de costas após ter esse imenso trabalho que é mudar de canal quando o comando da tv está a mais do que dois movimentos da mão de distância. Não é porque estou com preguiça de procurar imagem apropriada e sem pachorra nenhuma para esta segunda-feira de Fevereiro.

Preciso de dois quilos de vontade e uma montanha de paciência para engrenar a primeira e disparar para aproveitar o que resta do dia. Arre!

PS: isto resolvia-se também com o Euromilhões, mas não há forma de o sacana vir parar à minha carteira, cara&%&%#!

A César o que é do gajo, ok?

Fevereiro 4, 2010

Antes de começar a escrever o que quer que seja, devo dizer-vos que tenho um carinho verdadeiro pelo Braga. A minha mãe nasceu na cidade dos Arcebispos e sendo o Braga vermelho a coisa ajudou em termos futebolísticos. Vai daí este ano está a dar-me um certo prazer disputar o primeiro lugar com este clube e não com o Porto, como é mais costume acontecer (não vale a pena virem com a história ahhh e tal não ganham nada há anos e o catano, porque se não se preocupassem tanto connosco não andavam sempre com a malta na ponta da língua, ok?).

Ora depois deste pequeno intróito apraz-me perguntar uma pequena coisa a este senhor: mas vossa senhoria acha mesmo que o Benfica precisa de antecipar jogos para os ganhar? Acha mesmo que o Benfica o faz com o propósito de fazer pressão ao Braga e ao Porto? Então porque raio é que o Benfica tem jogado sempre depois do Braga e não tem, pelo menos não muitas vezes, vacilado dentro do campo? Será que o Braga não aguenta a pressão? Enfim…

Eu percebo que estejam sempre a querer colar o nome do Benfica às questões mal resolvidas com o CD da Liga, mas valha-nos o santíssimo. Não seria de admitir que o Benfica está empatado com o Braga em termos pontuais no campeonato, porque tem demonstrado dentro de campo que é superior aos seus adversário? Veja-se esta notícia e percebe-se quais as razões do sucesso vermelho neste ano, pá!

Em todo o caso espero que o Braga continue a brigar pelo campeonato até ao fim com o Benfica. Acredite que quero mesmo que o seu clube acabe em segundo… logo atrás do meu Glorioso!

Just to say Happy Birthday

Fevereiro 4, 2010

É uma pessoa especial que conheci no casamento de outras duas pessoas especiais. Recordo que o primeiro impacto foi algo parecido com “olha-me-esta-papoila-com-manias-de-quem-cursou-na-Chatollica-o-belo-do-direito-travesso” e que foi substituído por um “que-gaja-porreira-pá” às 6 e qualquer coisa da manhã à porta do quarto dos noivos quando pedíamos o “chumpanhe” e avisávamos do pneu furado no Castromóbil! Hoje faz umas quantas (poucas ainda) primaveras e vai daí merece uma música de parabéns e (caso a malta se encontre em breve) a dança de parabéns do Bilhas, The Kid, assim como o abraço e beijos enormes de toda a família Bilhas.

Parabéns, Senhora Dona Lousinha!

PS: Eu nasci hoje como DJ!? 🙂 Explica-me lá isso como se fosse loira como o catano!

PS1: Não há janta com massa preta este ano? O Coiote anda ansioso por repetir o petisco!

Rosa Lobato Faria

Fevereiro 3, 2010

Cheguei aqui alertado pelo amigo Carlos e percebo porque tenho uma empatia tão grande com esta Senhora que agora nos deixa.

“Isto da idade também tem a sua graça. Por fora, realmente, nota-se muito. Mas eu pouco olho para o espelho e esqueço-me dessa história da imagem. Quando estou em processo criativo sinto-me bonita. É como se tivesse luzinhas na cabeça. Há 45 anos, com aquela soberba muito feminina, costumava dizer que o meu espelho eram os olhos dos homens. Agora são os olhos dos meus leitores, sem distinção de sexo, raça, idade ou religião. É um progresso enorme.”

Bem haja e obrigado.

Uma família e pêras…

Fevereiro 1, 2010

Conheço alguns cursos que adoravam ter dinheiro para poder contratar mais ou dois doutorados para as suas fileiras, mas o que dizer quando temos na mesma família, ou melhor, quando temos 5 irmãos doutorados em áreas distintas e importantes como matemática, física, informática, biologia e medicina? É de espantar, não é?

Benditos pais é o que me apraz dizer. Benditos pais e filhos que devem ter queimado muitas pestanas para conseguir tal feito. São pessoas assim, famílias assim que me fazem acreditar completamente neste jardim à beira-mar plantado!