Juro por Deus e tudo que é Santo

que sou Monárquico até às entranhas do meu ser (quer dizer… sou monárquico convicto, mas as entranhas deixem lá que foi uma má imagem da coisa). Para mim é mais aceitável um representante da nação que tem alguma coisa a ver com a Nação na sua globalidade. Alguém que esteja acima de disputas partidárias e que se identifique, sem outros interesses, com o povo, com os seus problemas e o seu futuro. É mais aceitável do que alguém que é eleito com o apoio de um partido ou de uma coligação de partidos com o intuito de conseguir tão somente a velha máxima de Sá Carneiro “uma maioria, um presidente”. Parece-me melhor o sistema inglês (se retirarmos as questões menores do cor-de-rosa) ou o sistema espanhol (mesmo com o cor-de-rosa) que em nada diminuem as garantias de um país democrático e livre (mais até do que Portugal).

Mas cum catano… não consigo perceber este Câmara Pereira! Agora é que se lembraram de discutir um referendo à Monarquia? Esperem pelo verão. Por melhores condições políticas, por mais estabilidade, deixem que os rapazes festejem o centenário da república (a ver como corre) e depois discutam o tema de uma forma construtiva. Não apenas no seio do PPM e das Causas Reais, carago! Discutam o problema de forma aberta e sem pudores. Envolvam as pessoas. Apresentem-lhes os dados concretos. As vantagens e desvantagens… sejam melhores do que os adversários neste campo particular!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: