Das coisas boas

Por esta altura, há uns quatro anos atrás, este que vos escreve passou a ter em mãos uma das mais belas máquinas que a indústria informática concebeu até hoje.

Esta bela máquina já me ajudou a ultrapassar algumas etapas difíceis da vida e passou com clara distinção na ajuda que me deu a escrever e organizar o trabalho da minha tese de mestrado. Claro que também ajudou a escrever alguns posts desta chafarrica e outras coisas mais comezinhas, mas o que interessa para aqui é que é uma bela máquina.

Ora um belo dia de festa caseira (penso que foi no aniversário do puto maravilha Bilhas, The Kid) enquanto mostrava umas fotos à família, o sacana do computador deu-lhe para ter uma crise de fígado e envergonhar-me em frente a uma multidão de familiares e amigos que se fartam de me ouvir falar dos requintes da maçã. Uma risca de cima abaixo no ecrã, seguida de uma segunda e mais tarde de uma terceira avisavam para um problema sério com o ecrã. Ora todos os que já tiveram problemas sérios com ecrãs sabem que isso quer normalmente dizer uma pipa de massa em reparação, não é? Pois… a acrescentar devo dizer, para os mais distraídos, que o IMac é uma bela de uma máquina all-in-one, ou seja, está tudo junto e não se pode substituir uma parte por outra de qualquer maneira.

Já estava mais ou menos preparado para ficar com três riscas verticais no bendito computador (a rezar a todos os santos para que não aumentassem) quando, depois de contactar um dos melhores centros de assistência técnica Apple do país e alertado por eles, resolvi ligar directamente para a linha de assistência da Apple.

Depois de uns segundos a ouvir boa música (o que vai sendo raro nestas coisas da assistência telefónica) disse à menina o que se passava, dei o número de série da máquina e minutos depois a resposta que me faz confiar cada vez mais nos Mac: o seu problema será resolvido sem qualquer custo. Só tenho de levar o computador a um centro de assistência autorizado e dar um número de ocorrência e pronto, ou como diria o Bilhas, The Kid, “já está!”

Digam-me lá se é ou não de continuar a comprar a estes gajos sempre que precise!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: