Archive for Novembro, 2008

Clap, clap, clap…

Novembro 27, 2008

Alertado pelo amigo Carlos, chego a um dos mais brilhantes textos sobre o papel da escola nos nossos dias. Uma excelente reflexão que não posso deixar de referir aqui e de subscrever.

Anúncios

O drama, o horror, a tragédia…

Novembro 27, 2008

Deve estar a fazer quase uns 3 anos desde a última vez que me preocupei à séria com computadores.

Há três anos atrás, depois de uns anos a navegar e trabalhar em janelas, resolvi (e consegui convencer a Mrs. Bilhas a resolver também) entrar nesse mundo maravilhoso da maçã. A Mrs. Bilhas dirá que a coisa se tornou quase uma obsessão, mas eu contraponho que só seria obsessão se a coisa não fosse realmente melhor do que a opção janelas.

Nestes três anos foram várias as “jóias” criadas com a ajuda do fabuloso IMac G5 (um dos últimos power PC), entre as quais se contam uns DVD todos catitas para oferecer à famelga e amigos, fotos impressas com uma qualidade impressionante, uma tese de mestrado com classificação de muito bom, entre muitas outras actividades de elevado bom gosto e sofisticação (alguns posts fabulosos desta casa por exemplo). Pelo meio teve direito a um upgrade para um novo sistema operativo (o Leopard da Silva) que correu às mil maravilhas e a uma actualização da memória RAM para uns impressionantes 1,5GB. Enfim, faz um figurão lá em casa o bicharoco! É uma peça de arte que indica o bom gosto das pessoas que lá vivem, não é!

No entanto, ontem o rapaz resolveu entrar em colapso. O meu fiél companheiro de insónias para acabar a tese, de criação de DVD não tendo jeito nenhum para a coisa, de pesquisas sobre gajas boas na net, de conversas com os amigos no messenger, etc e coisa e tal deu o badagaio! A bem dizer custa-lhe a arrancar e mantém no ecrã o logo da Apple e a rodinha a indicar que está a pensar por tempo indeterminado. A dor, a dor… como foi isto acontecer-te! Que te fiz eu! Chuiffff!

Já sei que vou ter de ouvir os amigos e a família a dizer: “Ahhhh e tal… mas isso afinal também crasha? E está avariadinho o menino, é? Não arranca, não? Afinal isso também acontece com um mac, não é?” E mais dizem-no com aquele ar de tens-a-mania-que-és-diferente-ora-toma-que-já-almoças a que um gajo só pode responder com argumentos válidos e irrefutáveis:

1. uma máquina com três anos e que nunca precisou de ser formatada;
2. arrancava com a mesma velocidade desde que o comprei até ontem;
3. tinha um disco de 150GB quase cheio (13GB disponíveis) e nunca se queixava;
4. não perdi pitada de informação que lá tenho; 
5. é bonito como o caraças e só ocupa o espaço de um monitor TFT na secretária.

Pronto!

Agora que estou preocupado, lá isso estou! Espero que a coisa seja fácil (e baratinha, já agora) de resolver e, se não for pedir muito, que seja uma reparação rapidinha! A ver vamos!

A pinar é que a gente se entende (e alcança o Céu)

Novembro 25, 2008

Onde é que um gajo encontra as fichas de inscrição para aderir a esta nova e muito simpática Igreja? Têm uma abordagem teológica que me agrada, pá!

All around the world

Novembro 25, 2008

Só porque me apetece ouvir uma música dos antigamentes…

O Mar… esse malvado

Novembro 24, 2008

São anos e anos de desprezo e de desleixo total em relação à situação da erosão da costa portuguesa. Há uns tempos assistimos pela televisão à situação caótica que se vive na Costa da Caparica, hoje noticia-se a preocupação com a situação que se vive nos concelhos de Vila Nova de Gaia e de Ovar (estando no meio Espinho) e com o avanço constante do mar nessas zonas.

Desde que me lembro de ser gente que ouço os “antigos” dizer “que o mar tomará um dia o que é dele” (ou algo assim parecido) aludindo aos terrenos que Espinho conquistou ao mar para se tornar cidade, mas de cada vez que ouço notícias sobre o avanço do mar perto da minha terra natal fico com a sensação que não há nenhuma autoridade realmente preocupada em resolver este problema a nível nacional ou local.

É a tal coisa… somos uns mestres (eu incluído, claro) no planeamento e ordenação do território.

Gosto pá!

Novembro 24, 2008

Gosto deste Benfica 2008/2009. Até pode ser que a coisa venha a dar em mais um campeonato perdido (sinceramente acredito que este ano vamos ser campeões), mas este Benfica do Quique e do Rui Costa é coisa bonita de se ver.

A equipa é uma equipa (reparem que não há zangas por ficar no banco de nenhum jogador), as contratações são de qualidade (o Suazo é um craque de primeira apanha, o Ruben Amorim é um grande jogador, o Aimar nem se fala e o Sidnei é um central de categoria) e juntaram-se a outros jogadores com muita qualidade. O Nuno Gomes está a mostrar porque é que é uma peça importante em qualquer equipa (sim… também na selecção, Senhor Queirós), a equipa técnica é excelente e o trabalho do Rui Costa está à vista de todos. Até o Sr. Presidente tem sido mais comedido nas declarações que faz!

Enfim… era só para deixar aqui isto escrito. Para memória futura!

A imagem do header…

Novembro 23, 2008

Estamos na recta final do fim de semana. Confesso que cada vez mais (julgava que isto era coisa de quando ia para a disconight até às tantas) me custa como o catano chegar ao fim do fim de semana. É que para além de agora me poder divertir à grande com o Bilhas, The Kid, o frio que faz todas as manhãs opera na minha cama um fenómeno estranhíssimo… sempre que está mais frio a cama reage com um magnetismo ao qual eu não consigo escapar. E olhem que tento 😛

Este fim de semana foi bem aproveitado. Sexta aniversário de casamento (Parabéns pai e mãe uma vez mais) dos Pais mais fantásticos do mundo, Sábado passeio a Braga e almoço num restaurante todo cheio de pinta na Avenida Central da cidade minhota, café com uns amigos e aniversário de uma tia querida e domingo a encher chouriços em casa dos sogros à espera que comece o Glorioso. Tudo isto com montes de momentos de galhofa, troca fralda com cagadinha e anda cá que estás com sono e eu vou adormecer-te com o mais fabuloso filho do universo e arredores, o Bilhas The Kid.

Mas o que me fez ligar este lindo e ultra-fashion macbook e escrever aqui no blog foi a belíssima da imagem do header. Reparem lá em cima… bonita não é? Eu sei que é… fabulosa. A Mrs. Bilhas (depois de umas aulas com o Je) está uma fotógrafa de mão cheia e fez aquela fantástica imagem no quarto do Bilhas, The Kid. Que me dizem. Está fantástica não é? É mais do que motivo para lhe oferecer uma máquina à séria, não é? Uma Nikon D90 era bem, não era? Pois… acho que vou ter de abrir os cordões à bolsa! 🙂

Ó Bill… isto assim não vai lá!

Novembro 17, 2008

Raios me partam se algum dia vou perceber esta merda do licenciamento do senhor Microsoft. Daasssss que já perdi tempo demais com esta merda de ter que activar um produto do qual tenho 10 licenças, sendo que 9 estão em uso e uma (a minha) não está, porque os cabrões dos gajos dizem que a merda do ID de instalação é inválido!!!!!!

Inválido? Eu é que vos invalidava a todos se pudesse, cum catano! Mas sem qualquer problema, há que ter paciência porque “vamos passar o seu telefonema a um senhor da assistência técnica e ele resolve”… espera… espera… espera… e senhor da assistência a dizer: “temos pena mas para resolver esse problema só com uma questão colocada na net, nos fóruns de discussão!”

Ahhhhh então espera… eu vou ter que colocar uma questão sobre um produto que comprei a peso de ouro e o qual não posso utilizar, porque tem um ID inválido de instalação? Bonito, pá! Fosga-se! E quando é que me respondem? Hoje, amanhã, nunca?

Seus pecadores!!!

Novembro 14, 2008

De cada vez que ouço badamecos destes a falar sobre redenção e conciliação com Deus fico com uma urticária terrível. Bem sei que o rebanho não me mede, em termos qualitativos, pela pobre lã de uma ovelha apenas, mas a quantidade de vezes que se ouvem barbaridades destas da boca de “representantes” de Deus é assustadora.

Ó homem deixe lá os pecadores comungarem, afinal Deus é ou não o Perdão absoluto?

Always look at the bright side of life

Novembro 14, 2008

Não deve haver leitor, por menos atento que seja, que não saiba da minha preferência pelo maravilhoso mundo da maça mordida. A Apple entrou há muitos anos na minha vida através de um belíssimo computador que existia no local de trabalho no ido ano de 1998, no entanto e apesar de ter sido uma excelente colaboração, nunca mais tive a oportunidade de comprar um. Primeiro porque na altura não ganhava o suficiente para comprar um portátil da marca e segundo porque em diversas situações o medo da compatibilidade com as janelas levou-me sempre a escolher o ordinário PC.

Há uns anos atrás, na altura de compra de um novo computador para me auxiliar no desenrolar de uma investigação académica, ajudado pelas recentes compras dos amigos Coiote e Lousinha, decidi comprar um fantástico IMac de 17′ com processador motorola (um G5 a bem dizer) que ainda hoje se aguenta à bronca com tudo o que lhe peço e corre o mais recente felino lançado pela maça, o Leopardo.

Nessa altura, avisado pela amiga Lousinha, inscrevi-me na ML “O Correio dos Outros”. Para quem não sabe, a ML é uma mailing list (daí o ML) sobre o universo da Apple (mas na qual se fala de tudo e mais alguma coisa) que é gerida pelo Pedro Aniceto, o guru (desculpa lá pelo nome feio, Pedro) da Apple neste jardim à beira mar plantado. Ao todo são 4 mil bacanos e bacanas que partilham conhecimento, questões, esclarecimentos, notícias, etc. e que discutem, como disse atrás, tudo e mais alguma coisa. Como devem imaginar é coisa para dar uma trabalheira do camandro, não é?

Pois hoje o Pedro e o “Correio dos Outros” estão de parabéns. Faz dez longos anos a ML e, como se quer, vai haver festarola na Maia para festejar. Eu estarei lá a festejar estes 10 e espero sinceramente que possa estar a festejar muitos mais dez. Tenha o Pedro paciência e vontade.

Uma vez mais parabéns pelo excelente trabalho, Pedro.

PS: a dependência da Apple tornou-se tão grave que agora até aqui no escritório o Boss se viu “obrigado” (para me calar) a comprar um fabuloso macbook aqui ao menino. É de onde vos escrevo agora!

Também quero…

Novembro 13, 2008

Alertado para o facto pela Rititi, que também anda às voltas com esta coisa fantástica que é ter filhos bonitos, tenho a dizer-vos que eu também quero uma coisa destas, ou melhor o Bilhas, The Kid quer. Como o Mr. Pinheiro eu também tenho dificuldade em combinar o moço! 🙂

Que grande ideia Rititas!

The Man

Novembro 12, 2008

Ó Obama… a malta espera mesmo que a mudança aconteça.

A realidade supera a ficção

Novembro 12, 2008

Qualquer texto ou interpretação dos Gato Fedorento a imitar o desabafo do Paulo Bento e o seguinte contraponto do presidente da APAF é uma perda completa de energia dos iluminados humoristas. É impossível conseguir fazer melhor do que os verdadeiros artistas…

Em todo o caso acho que a notícia que se segue em imagem dava um valente scketch dos moços, não?

publico.jpg

Your Queen needs you!

Casam-se os primos

Novembro 12, 2008
italianos8_teste.jpg

Eu sou um daqueles felizardos que tem uma família das grandes. Só de tios são para aí uns… deixa cá ver… 14! Sete de cada lado. Mais valias do tempo em que não havia televisão e a malta tinha de se entreter com coisas bem mais produtivas e prazeirosas. Destes 14 tios (e tias, claro) três, supostamente os com maior fé, dedicaram a vida à Igreja. Um padre e duas freiras, deixem que vos diga, é dose, mas tem inúmeras vantagens. Para além destes três, outras três tias não casaram ou tiveram filhos. No entanto, os restantes tios compensaram em produção de rebentos, a cota das tias solteironas e dos que casados com a Igreja não tinham como o fazer.

Vai daí os restantes oito tios e tias fizeram o belíssimo número de… deixa cá fazer contas… vinte e muitos filhos (não estou agora a ver o número certinho e teria que andar aqui aos papéis para o fazer). Somos (primos direitos) uma porradona deles. Grande parte deles é bem mais velho do que eu e alguns têm filhos de idade bem próxima à minha. Enfim… é uma alegria quando quase toda esta gente se junta para qualquer celebração.

No fim de semana passado, mas propriamente na sexta-feira, acrescentamos mais uma prima ao rol. O Dé (quase todos nós temos petit noms, como é de bom gosto nestas famílias super fashion) conseguiu enganar uma mocinha, a simpática, lindíssima e benfiquista Joana, e levou-a ao altar. Sorte nossa que fomos presenteados com mais uma festa de arromba, com direito a dança de disco sound da Tia Gemina (aqueles 75 anos parecem 30), um sorriso lindo e lamechas na cara da Mãe Bilhas ao ver a família embevecida pelo netinho querido e à cara de felicidade evidente de duas pessoas muito especiais para mim: os meus padrinhos de casamento e pais do noivo, João e Guida!

Até o Bilhas, The Kid curtiu à brava (tirando a parte da perrice para adormecer ao som (alto) de Cure, Stones, U2 e outro musicol de muito bom gosto) juntamente com um novo primo que é mais velho apenas cinco dias do que ele (no futuro vão ser uma desgraça).

Por tudo isto queria agradecer-vos, Dé e Joana, pela excelente festa e oportunidade de estar com a melhor família do mundo e desejar-vos felicidades para o vosso casamento (Dé… cuidado com a roupa dessarumada).

Um abraço do tamanho do mundo do vosso primo,

Bilhas

A Fraude – não… não é promoção!

Novembro 11, 2008

Antes pelo contrário. É apenas um post em que não se pretende falar do novo espectáculo do amigo Leandro Morgado que, apenas por acaso, se chama A Fraude. Em todo o caso, como poderão ver os meus leitores no vídeo acima, sempre podem passar no Teatro da Trindade e ver a Fraude.