Os limites da Arte

Fazer inseminações artificiais consecutivas, provocar abortos e filmar tudo para depois expor. Arte ou loucura?

É assim que começa a notícia do Público que leio, incrédulo, neste fim de tarde. Uma “artista” chamada Aliza Shvarts, aluna do mestrado de Belas Artes da importante Universidade de Yale nos E.U.A, resolveu submeter-se “…sem intervenção médica, a inseminações artificiais ao longo de noves meses, provocando no fim do ciclo menstrual abortos com recurso a medicação.”, com o objectivo de promover a conversa e o debate sobre a relação da arte com o corpo humano.

A ideia choca-me mais ainda do que me chocou a do “artista” que deixou um cão morrer à fome em plena exposição, como penso ser compreensível, não?

Arte? Pergunto eu! Reacender o debate em torno da relação entre a arte e o corpo humano? Pois então… reacenda-se!

Orsay

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: