Archive for Dezembro, 2007

Mensagem de fim de Ano

Dezembro 31, 2007

Para quem não percebeu… o post anterior é uma mensagem de fim de ano, ok?

FELIZ 2008
Anúncios

Ora pois então, não é?

Dezembro 31, 2007

Mais um ano que se passa… Nestes momentos é bom olhar para trás e perceber que a coisa correu bem. Claro que não há anos perfeitos, mas 2007 vai ficar guardado no coração deste rapagola como um excelente ano. Perfeito, perfeito teria sido se fosse uma Super Bock fresquinha, mas foi excelente. Maravilhoso… espectacular, vá! Um espectacular de um jeito muito fantabulástico, pronto!

Acabei uma tese que penso publicar em breve (ainda este ano que entra daqui a horas se correr tudo bem), fiz um filho que está a crescer a olhos vistos na barriguinha da Mrs. Bilhas (que ainda não chega aos calcanhares da minha), passei bons momentos com os amigos, diverti-me com a família, fartei-me de trabalhar, enfim… para ter sido uma Super Bock fresquinha só faltava ter estado mais vezes com amigos que se encontram um pouco longe… tipo em Madrid, por exemplo,  e o Benfica ter sido campeão (não se pode ter tudo, não é?), enfim… mas o panorama geral é do melhor que há!

Acabado o ano é tempo de me lembrar de vocês uma vez mais. Os que passam o ano a ler-me, os que passam aqui uma vez por dia (coitados(as)), ou por semana, ou por mês (os mais ajuizados) ou aqueles que passam apenas uma única vez e percebem logo que aqui nunca aprenderão nadica… ou melhor, não aprenderão alguma coisa de significado profundo que altere o rumo das suas vidas. Podem é ficar mais bem dispostos a rir-se da palhaçada que normalmente se escreve aqui…

Para os amigos(as) de longa data, recentes, “virtuais”, para a família, para os inimigos (que penso não ter), para o Sr. Presidente da República, Primeiro Ministro, deputados e deputadas, professores, alunos, pais, mães e filhos deste país… o que vos desejo é um 2008 com o dobro do que desejo para mim em felicidade, saúde, gajas boas à porta (isto já não pode ser para mim… mas fica sempre bem para os amigos), bons jantares, boas viagens, amizade, dinheirame para os gastos e, acima de tudo, bom sexo (diz que evita depressões e, em alguns casos, faz bem a todos os tipos de pele).

BOM ANO rapaziada… cumprimentos e salamaleques!

PS: este ano Londres vai ter uma passagem de ano mais triste, carago! Esqueci-me de lá voltar!

Mrs. Bilhas TTmóbil

Dezembro 28, 2007

Acho que nunca vos tinha falado do TTmóbil da Mrs. Bilhas, pois não? Ok. Aproveito agora a oportunidade.

Uma das milhentas tarefas que me cabem na relação é cuidar do parque automóvel da casa. É uma tarefa árdua, porque, entre o meu e o da Mrs. Bilhas, a frota lá de casa conta com um total de 2 viaturas ligeiras e para aí uns 2 carrinhos de brincar guardados no armário. Enfim, uma canseira.

Coube-me então hoje a penosa tarefa de trazer o TTmóbil (que já vos disse ser da Mrs. Bilhas) para o escritório, de modo a retirar de cima dele os quilos de pó que normalmente acumula (afinal é um jipe… ou um SUV ou qualquer coisa do género). Assim deixei-o de manhã nos moços que lavam carros aqui em baixo do edifício e fui buscar o dito há instantes.

Tens o carro lavadinho, my love! Até brilhava, não fosse a pintura do teu TTmóbil estar uma miséria de tão estragada (eu contribuo com alguns moques a estacionar na garagem) do sol, de riscos, de alcatrão, enfim… acho que vou saber quanto custa uma polidela ao rapaz, pode ser?

50000

Dezembro 27, 2007

especime1

Imagem: daqui (com uma pequena alteração a verde)

Pronto, já está! 50000 almas (quer dizer… não são bem 50000, porque alguns, vá lá saber porquê, repetem) visitaram o Bilhas desde que o passei para o wordpress corria o dia 19 de Setembro de 2006.

Antes de mais queria pedir desculpa a todos aqueles a quem eu provoquei algum tipo de reacção negativa, aos internados no Conde Ferreira, às crianças cujos pais não activam o controlo parental para as impedir de ler barbaridades, à Rosinha Mãos de Pichota e restante família por algum comentário mais indecoroso e ao Coiote por mostrar, por este meio, as desgraças da vida dele.

Não quero esquecer de agradecer a todos(as) aqueles que eu conheci através do Bilhas (deste e do anterior no blogger), porque esses tiveram ainda o trabalho de comentar e corrigir algumas das baboseiras que por cá se escrevem. Não os menciono, um a um, porque certamente me esqueceria de algum.

Por fim, uma palavra de agradecimento a todas as almas que, sem qualquer espécie de culpa, vêm cá parar e perdem mais do que dois segundos a ler o “header” do blog!

A todos(as) vós, obrigado, merci, danke, gracias, thank you very nice e espero que continuem a aparecer…

PS: Sim… não pensavam que eu me contentava com 50000 visitinhas, pois não?

Nada mais podias fazer

Dezembro 27, 2007

Não há nada que não tenhas feito, Pai. Tu e a mãe sempre foram extraordinários no apoio, no auxílio, na disponibilidade, em tudo.

Não mereciam sequer ouvir uma palavra que fosse sobre esse assunto. Mas a vida parece que é assim. Falta-lhes memória. A nós nunca faltará nem a memória, nem a dignidade e a consciência tranquila. Tenho a certeza que eu e os manos vos saberemos compensar com todo o apoio e amor que vocês sempre mereceram.

Beijo grande!

Resoluções de fim de ano

Dezembro 27, 2007

Esta é a altura do ano em que a rapaziada faz contas à vida. Contas monetárias, porque o Natal é um desfalque orçamental do catano, mas também contas à vida mesmo. Do tipo: que raio de coisas boas fizeste tu este ano?

A resposta pode ter consequências gravosas para quem se preocupa em ir para o inferno e não se portou muito bem durante o ano que agora finda. Normalmente o pessoal dá por si a pensar: “mas então passa mais um ano e que raio fiz eu para melhorar a minha vida, tirando a compra do plasma, a aquisição de um carro novo, o aumento da dívida ao banco para adquirir aquele telemóvel topo de gama, porque o anterior topo de gama afinal não era assim tão bom para fazer telefonemas, enfim… este tipo de coisas? Que raio fiz eu para ser melhor? Para melhorar tudo o que me rodeia?” Nada, digo eu, que pese muito nas consciências das massas, ou pelo menos, que pese durante o tempo suficiente, porque imediatamente se recordam daquele anúncio da empresa de crédito que promete o refinanciamento das dívidas, juntando todas numa só, com juros ainda mais caros… só que com prestações mais baixas… a banha da cobra, portanto! Que fizeram estas almas por si mesmas?

No entanto, para outros a coisa até pode resultar bem. Para quem deu um dia que seja da sua vida para ser voluntário, para os que criaram alguma riqueza, para quem se realiza a fazer o que gosta, para os que tratam bem os amigos e a família (mesmo não comprando um plasma ou um carro novo), para os que conseguem cumprir os objectivos profissionais (mesmo que sejam funcionários públicos, aliás principalmente para estes), para quem consegue beber um caneco com um amigo em apuros e ouvi-lo atentamente (mesmo que não o possa ajudar), enfim para os bem comportados da vida (atenção que não é o mesmo que dizer santinhos) que pagam impostos, as dívidas, que andam em carros com mais do que cinco anos e têm telemóveis com mais do que dois anos. Para estes o saldo do ano é com certeza positivo.

Aqui o Bilhas ainda está em profunda análise. Não estou em falta com nenhuma das minhas obrigações financeiras ou fiscais, mas também não fiz nenhum voluntariado (tenho o terrível defeito de ser preguiçoso), nem fui, por exemplo, o melhor dos amigos este ano.

Assim a principal resolução deste fim de ano aqui para o menino é que para o ano vou tentar ser melhor. Um próximo post dirá em quê!

Uma Mulher com M dos grandes…

Dezembro 26, 2007

Não seria preciso esta mensagem natalícia pelo Youtube para o perceber… bastava olhar para os últimos 50 anos de reinado em Inglaterra.

Feliz Natal a todos

Dezembro 24, 2007

Boa tarde…

Andava aqui à procura de um vídeo, de uma foto, de algo que conseguisse transmitir por mim o que vos desejo. Mas a melhor gaja que encontrei vestida de mãe natal, junto com um outro gajo (também ele vestido de pai natal), era uma coisa para figurar num bom blog porno (e vocês sabem que este não é um bom blog, quanto mais porno, não é?), por isso resolvi escrever-vos apenas uma pequena e singela mensagem de Natal (não se assustem que não é aquela da devolução do menino Jesus ao pai biológico).

Feliz Natal para todos… espero que tenham uma noite maravilhosa!

Beijos e abraços da família Bilhas!

PS: Eu ia fazer uma mensagem de Natal à população… mas a Rainha de Inglaterra e o Presidente da República anteciparam-se (copiões, pá!) e eu não gosto de ser “seguidista”…

Agora mais a sério…

Dezembro 21, 2007

Deve ser um dos melhores videos que vi até hoje sobre o tema. Fui alertado pela Karla, lá no ante-et-post… vejam lá se não tenho razão.

Está aqui…

Espírito natalício… ou natalino como se diz pelo Brasil*

Dezembro 21, 2007

Ainda dizem que o espírito natalício já não é o que era…

*Ou ainda me tramam por causa do acordo ortográfico!

Da fama já não me livro…

Dezembro 20, 2007

Vai daí, vamos ver se eu consigo aproveitar e usufruir um pouco do proveito.

Querido Pai Natal,

Não vamos começar com aquelas merdas habituais do “este ano portei-me muito bem e tal… e porque fui um bom menino…” e assim por diante, porque tu sabes muito bem que eu não fui assim muito bom menino. Teve dias, não é? Pois se consegui acabar o meu mestrado (depois de apenas um adiamento), se consegui cumprir a maior parte dos objectivos profissionais a que me propus no início do ano ou se fui um marido e filho e irmão exemplar, também não dei passagem na passadeira a umas velhas que andavam a 0,0000023, vá a 0,0000024, quilómetros por hora, nem deixei passar aquele abstrúncio à frente na fila da 2ª circular para sair de Lisboa, numa destas sextas, nem sequer fui bom rapaz o suficiente para perdoar todos os palermas que, de certa forma, têm o azar de dar comigo quando estou um bocadinho mal disposto (sim… porque eu nunca estou muito mal disposto… só um bocadinho).

Desta forma, venho aqui fazer o que tenho feito há uma porrada de anos (com sucesso em alguns), para que não te desabitues, não é? Pedinchar…

Ora portantos… este ano vai ser:

1. um Aston Martin (um clássico nas minhas listas de natal, mas só descanso quando fizeres o favor, tá bem?)
2. uma scotter da Piaggio igual a uma que vi em Paris e que tem duas rodas à frente (e nada de piadinhas às rodinhas… porque eu sei andar de bicicleta e de mota, não preciso rodinhas de sustentação) e uma só atrás. São um espanto…
3. um portátil da Apple (pode ser um macbook preto, mas se quiseres dar um outro qualquer, estamos bem, ok?)
4. uma conta .mac (se não sabes o que é… clica no link, ok?)
5. um SpeedMaster da Omega (no campo da relojoaria está mesmo à vontade… qualquer coisa de muito bom gosto é bem vinda)
6. uns sneakers da Vuitton que eu gostei de ver na monta da loja… vou colocar foto para que não te enganes… são estes:
screen-capture.png
7. uma viagem à Argentina e ao Chile (para este ano, ok?)
8. uns legos (à tua escolha… este também um clássico da minha pedinchice natalícia, não é?)
9. um vale de dinheirame para que eu possa comprar o Iphone assim que ele sair em Portugal… pode ser?
10. uma botelha (ou duas vá) de whisky, uns choclates, uma caixa de tinto do bom, os amigos, um bom jantar e algumas curtições (pedia-te uns berlaites marroquinos… mas ainda te prendem na alfândega) que terão que acontecer pelo menos uma vez por semana, ok?

E pronto… não sou muito pedinchão, pois não, meu caro amigo? É coisa pouca, não é? Há quem te peça amor, saúde e tal, mas isso felizmente já tenho de sobra, basta que mantenhas as doses necessárias ou fales com alguém que cuide desses assuntos para mandar na dose certa, ok?

Em todo o caso… e se puder ser… faz com que todo o povo tenha um excelente Natal. Nem que seja apenas o dia de Natal, pode ser?

Obrigadinhos, pá!

PÁRA TUDO

Dezembro 19, 2007

Então, então… ele é notícia em tudo que é lado sobre a inundaçãozita em Algés por causa da maré cheia e aqui no escritório do Bilhas, onde corre um riacho por causa de uns buracos na calha das janelas, nem sequer uma referênciazinha?

Onde está a France Press? A Lusa, a SIC Notícias e a generalista, a TVI… sim a TVI que costuma dar destaque de abertura de noticiário com estas coisas importantes, onde está a TVI? Quem é que me acode?

PS: é delírio, bem sei, mas que corre aqui um riacho, lá isso corre… quer dizer, não é bem um riacho, é um fio de água, vá… um derrame de uma caneca… pronto são quatro, não… contando melhor são 3 gotinhas…

Natal nos anos 80

Dezembro 19, 2007

Quem não se lembra?

Ok… eu dou mais uma ajudinha 🙂

É preciso mais alguma? Ou já conseguiram lembrar?

Bens ou não bens, carago?

Dezembro 18, 2007

Uma cara amiga da blogosfera, sofredora pelo Glorioso como eu, desafia-me a escrever sobre os bens materiais. Os presentes, passados e os do futuro. E diz-se curiosa sobre o assunto. Vai daí um gajo que é gajo mata sempre a curiosidade de uma senhora, não é? Ainda por cima sendo ela benfiquista.

Diz mais ou menos isto o desafio:

“Tanta vez te perguntam por tuas aspirações espirituais, afectivas, familiares e de carreira.Tornou-se anti-social perguntar por nossos desejos materiais, como se isso não fizesse parte de nossa vida, como fosse até vergonhoso falar em tal assunto.Assim aqui vão cinco formas de ver cinco bens materiais.”

a) 5 bens materiais QUE TIVESTE NO PASSADO.
Já não os tens e sentes saudades ou nostalgia por eles.

1. um BMW 635 CSI com controlo (nada remoto) que me fazia as delícias de brincadeiras em puto;
2. os meus Legos. Adoro Legos e gostava de os ter mantido até hoje;
3. o meu primeiro e pesado walkman de cassetes;
4. uma bicicleta de corrida que o pai me ofereceu (e ao mano) quando eu já podia andar em bicicletas de gente crescida. Adorava esta bicla;
5. a minha Yamaha DT que foi para trás no dia a seguir a ser comprada, debaixo das ameaças de divórcio da minha mãe ao meu pai.

b) 5 bens materiais QUE POSSUIS ATUALMENTE.
Que mais gostas e não vives sem.(opcional: porquê?)

1. a minha casa. Se bem que grande parte dela ainda seja do banco, mas eu estou a esforçar-me para a conseguir toda para mim 🙂
2. o meu portátil. Porque é impossível para mim ficar mais do que um dia sem um computador. Vício é o que é;
3. o meu IMac. Pronto porque eu gosto do meu bicharoco lindo e a bem dizer sou (estou a ficar) maníaco por mac’s;
4.  a minha máquina fotográfica. Porque adoro tirar fotos. Se bem que o telemóvel também dá uma ajuda neste ponto específico;
5. o bilhasmóbil… que a bem dizer, não é realmente meu… é um complemento de vencimento por parte da empresa, mas anda comigo para todo o lado e, principalmente, leva-me a todo o lado que eu quero sem qualquer queixa. Um amigalhaço é o que é!

c) 5 bens materiais QUE PENSAS EM ADQUIRIR.
Nos próximos 5 anos.(opcional: porque não os adquiriste antes?)

1. um Iphone. Porque ainda não sairam em Portugal (se bem que estive tentado em Paris…);
2. um carro. Para substituir o da Mrs. Bilhas, porque eu não gasto dinheiro (felizmente) com essas coisas… LOL;
3. montes de brinquedos e legos e comboios eléctricos e pistas de carros e tudo e tudo. Porque até agora não tinha a perspectiva de vir a ser pai 😉 ;
4. um carrinho de bebé. Pela mesma razão da anterior.
5. um sobretudo que não passe abaixo dos joelhos. Porque ainda não vi nenhum que cumprisse aquele requisito (eu sou medianamente baixo LOL).

d) 5 bens materiais QUE GOSTASTE DE OFERECER.
A cinco pessoas diferentes.(opcional: porquê?)

1. o anel de noivado da Mrs. Bilhas. Porque gostei (e porque ela é maravilhosa);
2. um fim de semana no Alentejo. Porque foi o primeiro de muitos;
3. a prenda do aniversário de 25 anos de casados dos meus pais. Porque foi com muito gosto e com os meus primeiros dinheirinhos…
4. livros e música. Porque nunca é demais oferecer livros e música;
5. o meu IMac. Porque sabia exactamente o que a pessoa que o ia receber queria.

e) 5 bens materiais QUE SONHAS EM TER.
Mas que sabes não vir a adquirir. (esta é complicada porque eu acredito que posso vir a ter qualquer um deles)

1. um Aston Martin DB9. Não há carro com mais pinta do que este;
2. um apartamento em Londres;
3. uma viagem que incluísse todos os países do mundo. Começava em Itália;
4. um iate, aliás, o Maltese Falcon que é propriedade de um ricalhaço norte americano (o Tom Perkins). Simplesmente assombroso;
5. o último bem é um que sei que nunca poderei adquirir. É uma pintura que está na National Gallery em Londres chamada The Ambassadors. Porque sim.

Paris…

Dezembro 18, 2007

Para começo de conversa, deixem que vos diga uma pequena coisa… eu sou o mais citadino que se pode encontrar. Faz-me falta a animação da cidade, mesmo que seja de uma pequena cidade como é Espinho, onde eu nasci e cresci, por isso sou suspeito ao dizer que Paris é simplesmente maravilhosa. Não pela sua luz, ou pelos monumentos, pelas(os) parisienses ou por um outro pormenor qualquer. Paris é fantástica pelo conjunto de todas estas e ainda mais algumas coisas.

Coisas como o Museu de Orsay e do Louvre…

Orsay louvre

ou como o primeiro relance de olhar para a Torre Eiffel…

eiffel

Coisas como o primeiro contacto, olhos nos olhos, com a Gioconda e as Portas do Inferno… sim… estive mesmo às portas dele (pelo menos do estudo realizado para as portas).

gioconda Portas

Coisas como a fabulosa roda gigante em frente ao Louvre e as vistas fantásticas que temos lá em cima (caso consigam deixar de tremer com os poucos graus que se faziam sentir…)

roda

A vista da parte de baixo da Torre Eiffel e a magnitude desta torre…

eiffel1

O hotel simpático onde ficamos alojados… (querias seu grande Bardina)

ritz

Os snacks parisienses completamente triunfantes… (Coiote… está leva dedicatória para ti, pá!)

snacks

Uma livraria fantástica…

shakespeare

As vistas do Sena à noite (parece que estamos dentro de um filme, caragos!)

sena

A Madeleine (não a que todos procuram… apenas o edifício parisiense)…

madeleine1

Enfim… montes de coisas absolutamente imperdíveis. Pergunto-me porque raio demorei eu tantos anos para ir conhecer Paris. Agora terei que ir algumas mais… para compensar! No entanto, não teria sido o mesmo senão vos tivesse lá comigo. My love, cunhadinha do coração e Coiote… merci. Vous êtes fantastique.

povo

Se bem que só um santo como eu, para vos aturar, não é? 😉

eu

PS: claro está que todas as fotos são tiradas pela rapaziada, não é?