Coiote…. A inveja é feia, ok!?

leopardecra.jpg

Faz favor de não rogar nenhuma praga a quem compra computadores dos  bons! 🙂 

Anúncios

3 Respostas to “Coiote…. A inveja é feia, ok!?”

  1. Marco "Coiote" Oliveira Says:

    Mau caro Bilhas, por saber que a inveja é um sentimento desprezível e complicado de entender… não tenho o tenho, e tu sabes! 🙂

    Fico muito contente por o teres… quero mexer!!!!! 🙂

    Tenho que ir a tua casa para ver e sentir esse maravilhoso novo mundo chamado Leopard!

    A coisa está gira. Que funciona bem, já nós sabíamos. É um produto Apple!

  2. Bilhas O Bom da Fita Says:

    Coiote, coiote… tu és tramado… eu aqui com um post sobre tecnologia e lá vens tu com filosofia 🙂 Eu bem sei rapaz que tu de invejoso não tens nada!

  3. Carlos Azevedo Says:

    Um pequeno contributo para a estruturação do pensamento do Marco no que concerne à inveja:

    «O pensamento filosófico é pessoal uma vez que cada filósofo não só vê o mundo à sua maneira, como também se questiona a partir das suas inquietações, envolvendo-se integralmente no seu questionamento: coloca-se em causa ao reconhecer a sua ignorância e faz uma verdadeira revolução interior ao procurar quebrar os limites do senso comum dentro do qual foi educado e que, com o passar dos anos, formou um conjunto de camadas de inconsciência que lhe roubou a visão correcta da realidade. Para readquirir essa visão é necessário enfrentar os fantasmas que condicionam os homens e os impedem de viver uma existência autêntica, que deve ser encarada como uma vida plena, completamente liberta de constrangimentos que impeçam a liberdade e o seu pleno usufruto, a que os homens costumam chamar felicidade. Esses fantasmas são: o medo, a culpa e a inveja.
    Comecemos pela inveja: ela pode definir-se como a incapacidade de vermos os outros como seres iguais a nós, com o direito inalienável de serem livres e felizes. Não é filósofo, nem alguma vez perceberá de filosofia, quem inveja os outros, ou quem se julga superior a qualquer outro ser humano. Quem julga que os outros lhe podem roubar a felicidade, ou a importância, não é autónomo, pois só o é quem consegue assumir-se como a personagem principal da sua vida. Quem inveja vive em função daquilo que julga ver nos outros, não é, pois independente, não pensa nem age por si.»

    http://www.espanto.info/av/pcf.htm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: