Nem quero crer em semelhante

“É bem mais fácil o Mocotó aprender a tomar banhinho para o são convívio em sociedade, do que a figura pública aprender a escrever sem erros para ter um blog!”

Bilhas, Setembro de 2007*

Eh pá… alertado pelo Vai lá, vai, fui dar (pode-se dizer que a curiosidade ainda mata o gato) a esta pérola e confesso-me ainda incrédulo. Reparem neste post sobre a dificuldade de admirar a arquitectura e a música maravilhosa do ipod do Crispim.

Será que é possível? Ó Crispim, você tem que contratar um editor para o seu blog, comprar um corrector ortográfico ou então deixar de ter blog. Assassinar a língua de camões assim é que não!

E olhe que até estamos de acordo com o facto de não haver pachorra para o povo que nem no rio se lava!

“Diz que é claimer”: eu também dou montes de erros, mas ali é demais!

Anúncios

2 Respostas to “Nem quero crer em semelhante”

  1. Dr.ª High Heels Says:

    Ai que coisa mais KIDUXA!!!

    Caríssimo Bilhas, dê-me a conhecer mais pérolas dessas que como o menino sabe eu faço colecção de cromos, perdão, pérolas!

    Acho que o kiduxo em questão está a precisar duma terapia aqui da Highzinha, não acha?;)

  2. Bilhas O Bom da Fita Says:

    Tá sim Dótora! Mas mais que uma terapia! 🙂 Aí umas 8349583485 mil!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: