Alvorada

É este o nome carinhoso que agora me lembrei de atribuir ao meu despertador (reparem como estes aparelhos têm um nome sórdido… quase como se estivessem a gozar connosco, aludindo ao facto de despertar a dor). Todos os dias o bendito lembra-se, porque está programado, para despertar a mansão bilhas às 07:41. Enfim… é o terror em forma de aparelho electrónico, essencial para a vida de um gajo que, se assim não fosse, ainda tinha que pedir ao pai para o acordar.

Normalmente… o alvorada dá sinal umas seis vezes antes de conseguir o seu propósito. Toca a despertar com a rádio, cacetada em cima do botão que diz snooozeeee. Mais 9 minutos e outro toca a despertar, mais cacetada no botão. And so on… durante uns bons três quartos de hora… desperta, snoooze, desperta, snoooze, desperta, snoooze…. até que o gajo me vence pelo cansaço (salvo aquelas vezes em que me engano no botão e carrego num mesmo ao ladinho que desactiva o Alvorada).

Hoje estávamos nesta luta e eis senão quando se ouve, no silêncio da manhã cinzenta de Agosto, de forma brusca e decidida:

“Mas quem é este paquete?!”

Confesso, my lobe, que há muitos tempo não acordava à gargalhada! Eu sei que estás habituada aos paquetes do Ritz e do Hilton em Paris, esses gajos espadaúdos e musculados que nos costumam carregar as valisses, mas também não vale a pena ficares chateada por te colocarem um menos bom…

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: